Em 04.11.2015, a revista Veja publicou em sua capa montagem da imagem do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva vestido de presidiário. Lula não é indiciado, réu e muito menos condenado pela prática de um crime. Os advogados do ex-Presidente pediram a instauração de inquérito policial a fim de apurar a responsabilidade pela citada capa da revista. No curso do inquérito policial foram intimados para prestar esclarecimentos os Srs. Eurípedes Alcântara, Fábio Altman, Lauro Jardim, Policarpo Júnior, Thaís Oyama, Rafael de Almeida Costa, Reinaldo Antunes de Moura, Hugo Cesar Marques e Daniel Pereira. Em manifestação escrita apresentada em 28.02.2016 por Eurípedes Alcântara foi reconhecido ser ele o “exclusivo responsável por todo o conteúdo da capa da revista Veja”. No último dia 06.05.2016 o ex-Presidente recebeu da Polícia Civil de São Paulo intimação “acerca da autoria delitiva apurada no presente feito. Em 17.05.2016 foi proposta queixa-crime contra Eurípedes Alcântara pela prática, em tese, dos crimes de difamação e injúria.

    • Esclarecimentos

 

    • Queixa Crime

  • Intimação